CARTIER

CARTIER

Choque, instintos, joia invisível, liberdade, desequilíbrio.
Estes são os conceitos usados por Mathilde Laurent, perfumista Cartier, para expressar sua inspirada visão única de fragrâncias. Em cinco atitudes que desmontam os mitos e clichês existente no mundo da perfumaria, ela define o que um perfume não é.
Este é o seu manifesto.

Perfume não é uma indulgência instantânea. É um choque.
Perfume não é uma rotina. É uma joia invisível.
Perfume não é higiene. É despertador de instintos.
Perfume não é um gênero. É a liberdade de ser.
Perfume não é harmonia. É desequilíbrio.